quarta-feira, 18 de agosto de 2010

À GNR e PSP

Este texto é dedicado aos agentes da autoridade que ontem, às 22 horas, me aplicaram a rotineira multa de Agosto, a seguir às férias, no Martim Moniz.
Muito vos agradeceria que transmitissem a seguinte mensagem aos vossos superiores hierárquicos: com todo o respeito, gostaria de estabelecer uma parceria privado-público com a PSP e GNR. Não discuto que gostem de me multar, e que tenham mesmo um prazer especial nisso, quando me vêem aparecer, mas procedamos com ordem. Eu responsabilizo-me por ir cortando em bens de primeira necessidade para conseguir pagar as multas, e os senhores agentes marcam-me datas, horas e locais certos nos quais eu aparecerei para ser multada sem ter de esperar uma hora, por vezes de pé, pelos impressos que preenchem devagarinho. Compreendo que escrevam com alguma dificuldade, até porque a luz do candeeiro público não ajuda, mas que tenham os papéis já alinhavados para que seja chegar, comprovar-se a infração, assinar e andar. Multem-me, mas não me façam esperar - já não é a primeira vez que aqui escrevo sobre o assunto. Para o efeito, posso facultar os meus números de telefone, e é só ligarem-me na véspera, dizendo, dona Isabela, olhe, fachavor, quanto à multa de Agosto, gostaríamos de lhe perguntar se a senhora tem disponibilidade para passar na Avenida Capitão Leitão, em Almada, logo à noite, aí pelas 10 e picos, para a multarmos, como é habitual. Podemos até combinar o tipo de infração ao código da estrada que pretendem. Digam-me, olhe, fachavor, e já agora venha com excesso de velocidade ou beba uma garrafita de vinho antes de sair de casa, ou desta vez não traga documento nenhum, mesmo nenhum, ou não interrompa a marcha no primeiro sinal vermelho ou o carro-patrulha vai aparecer-lhe pela direita, e a senhora tem um stop, mas não só não nos dá prioridade, como, quando a mandarmos parar, tenta fugir e abusa das manobras perigosas.
O mesmo serve para a multa de Dezembro, só peço que seja de dia e com sol, porque no Inverno, com o reumático, custa-me muito estar fora da viatura à chuva e ao frio.
Só uma perguntinha, para terminar: se telefonam para os serviços centrais para ter acesso aos dados e validade da minha carta de condução, para poderem multar-me por falta de carta de condução, e lhos facultam, e tem os dados, e a validade, e ficam a saber que estou habilitada a conduzir, sou multada por quê?