terça-feira, 9 de junho de 2009

8

As oito coisas que eu gostaria de fazer antes de morrer!
Serei realista. Só desejos que possam realizar-se. A ordem é aleatória, excepto as duas primeiras:

1. Ter um filho e criá-lo para que seja um ser humano lúcido e justo.

2. Ajudar mais associações de protecção dos animais, do ambiente e de direitos humanos, de preferência envolvendo-me em acções que possam causar benefício ao outro.

3. Viajar pelo continente africano de jipe; América Latina de autocarro, e com mochila às costas; América do Norte, em carro alugado; Tibete, Nepal e Mongólia, a pé e de burro, e por todo o lado com o meu filho.

4. Arranjar forma de ganhar mais dinheiro para realizar estas viagens.

5. Escrever alguns livros, porque posso, e para não me estarem sempre a chatear com o mesmo assunto há 20 anos.

6. Trabalhar com gosto e saúde até à idade da reforma, sem me fazerem sentir lixo, todos os dias, como acontece actualmente.

7. Emagrecer um bocado.

8. Arranjar um terreno para plantar flores, legumes e árvores, e ter os animais à solta.


Quem me passou esta corrente foi a Gi, do Garden of Philodemus.

Apeteceu-me responder, por isso aceitei, excepcionalmente, e agora tenho de a passar a oito pessoas. Escolherei apenas vítimas que conheça e me apeteça pôr a pensar sobre a vida. Portanto, elas serão:

1. Helena em Santa Apolónia, de Linha do Norte

2. Mónica em Campanhã, de Linha do Norte

3. Alexandre, de os espelhos velados

4. JPN, do Respirar o Mesmo Ar

5. Carlos Narciso, do Escrita em Dia

6. Joaquim Carvalho, de Nu Singular

7. Inês, de Casa do Pinhal

8. Inominável